MEDICINA CHINESA

A Medicina Chinesa tem uma existência contínua, quanto aos seus fundamentos há mais de 2000 anos. Abrange diferentes práticas, no entanto, as mais conhecidas e utilizadas são: acupunturaTui-Na  (massagem terapêutica) e Fitoterapia (ervas medicinais).

O médico de Medicina Chinesa enfatiza o tratamento individualizado, utilizando um método diferente de diagnóstico de medicina ocidental.

ACUPUNTURA

O nosso corpo está preenchido com caminhos energéticos denominados Meridianos. Cada Meridiano tem os seus próprios pontos energéticos, e é nesses pontos que se vai aplicar a agulha de acupuntura, a fim de estimular energeticamente a função do ponto escolhido. Estudos mostram que o estímulo pela acupuntura pode acionar o hipotálamo e as glândulas pituitárias, responsáveis pela libertação de endorfinas e neurotransmissores, promovendo:

  • Alívio da dor;
  • Redução de inflamação;
  • Estimulação da função imunológica;
  • Ativação do metabolismo;
  • Ativação da circulação de sangue e líquidos orgânicos.

TUI-NA

Massagem terapêutica que utiliza manipulações para estimular os pontos e o sistema músculo-esquelético promovendo o equilíbrio energético do corpo. Quando aplicada em determinados locais do corpo a massagem Tui Na relaxa os músculos, alivia as dores, regula a função dos órgãos internos, fortalece o sistema imunitário e circulatório.

FITOTERAPIA

Ramo terapêutico baseado nas virtudes terapêuticas das plantas medicinais. Difere substancialmente das medicinas pelas plantas no ocidente.